sábado, 7 de novembro de 2009

Cantos e encantos de brasileiros em Angola...

“O importante é sentir-se em casa no lugar onde estamos”.

Um sábado mágico e inesquecível... é difícil encontrar palavras para descrever a beleza do encontro. Foram muitos os cantos que conhecemos, alguns secretos, de acesso difícil, outros que saltam os olhos a cada curva do caminho, e revelam fortemente a essência da vida do povo angolano. Mas confesso, que o que mais chamou a minha atenção foi o carinho e a hospitalidade de um grupo de brasileiros, quase todos baianos, uma família, que nos "adotou" e reveleu o valor de acolher quem chega, de apresentar sua morada, como pátria, com histórias surpreendentes e experiências de vida fantásticas. Um grupo que se entrega de alma e coração a novos contatos e relações, porque acredita na VIDA.

A bordo de um Land Cruiser 4x4, um veículo lendário e inovador, todo equipado com tecnologia de ponta, e uma logística difícil de imaginar, fomos a Cabo Ledo, um lugarejo que tem uma praia deserta, com riquezas e belezas de uma terra abençoada, com paisagens que se transformam e surpreendem a cada quilômetro percorrido, da montanha ao serrado, de vegetação verde, à vista de um deserto, fizemos muitas aventuras, desde a visita a Feira de Benfica (que exige nova postagem), passando pelo acampamento armado até a procura de conchinhas e o churrasco saboroso, tudo está guardado com muito carinho na minha memória e coração.
Adriana, Cacau, Neide, Lorena, Vera, João e os que mais chegaram, o meu muito OBRIGADA! Valeu... valeu mesmo, não sou mais a mesma, depois deste dia de passeios por vários cantos e pelo encanto que todos vocês são! Nestas horas fortaleço a crença de que a VIDA é surpreendente e a diferença está nas pessoas que encontramos no caminho. Por isso quero sempre VIDA bem vivida e muitas histórias para contar!





“Quanto mais longe vou, mais perto de mim estou”.



2 comentários:

Anônimo disse...

Tudo que ofereço e proporciono a vocês, nada mais é do que uma resposta daquilo que já recebi ao longo da minha vida, e o meu muito obrigado a vocês: Marília, Soraya, Imária por me darem a oportunidade de exercer o que há de melhor em mim ao mesmo tempo em que usufruo de companhias tão maravilhosas, tão cheias de altruísmo, personalidade e que têm compromissos tão nobres, sem deixar de aproveitar a vida . Neide
Tenho muito amor à minha Pátria, e como por vários motivos não posso estar lá, agradeço a Deus todos os dias por ele proporcionar que minha Pátria chegue a mim através de pessoas maravilhosas como vocês. Como diz Marília “Obrigado Senhor”
Em relação aos nossos passeios menciono aqui o nosso velho e bom Fernando Pessoa
“O valor das coisas não está no tempo em que elas duram,
mas na intensidade com que acontecem.
Por isso existem momentos inesquecíveis,
coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis”.

Mariiana disse...

Querida, Lila! Você é filha deste tempo novo, muitas mudanças, muitos percalços, muitas dúvidas, incertezas, felizmente ainda há lugar para sonhadores. Fico feliz em notar sua capacidade de sonhar e de estar afinada com seu tempo. É bom que você tenha sabedoria de equilibrar as duas realidades. Parabéns! Sentimos muito a sua falta, mas posso garantir que você está presente de forma muito significativa para a vida de toda a família. É claro que gostaríamos de tê-la ao nosso lado. Sua alegria, seu entusiamo, suas inquietudes reforçam os laços familiares. Mas seu compromisso e vocação para aceitar desafios terminam desafiando a cada um de nós. Hoje, domingo, dia especial para a família sentimos a sua falta e com certeza os sobrinhos estão se sentindo logrados pela falta da tia, da avó que sempre os acompanham nos passeios especiais. Estamos certos que seu trabalho em Angola com certeza será significativo para o enriquecimento da nossa visão do mundo, sobretudo para compreendermos que todos habitantes do planeta são iguais e têm os mesmos sonhos, as mesmas alegrias, as mesmas dúvidas e precisam sempre aprender a viver em paz e respeito mútuo. Cada povo tem sua própria cultura, sua própria história, seus valores, que devem sempre ser estudados, enriquecidos numa troca mútua e se possível numa parceria de trabalho para o bem de todos. Lila, sua presença aqui continua marcante. A distância física por mais paradoxal que seja termina aproximando ainda mais uns dos outros. Dê um trabalho nas suas colegas e mande sempre notícias! Beijos e abraços do pai e de toda a família!